REUTILIZAÇÃO DE CONTAINERS NA ARQUITETURA

A sustentabilidade na construção civil vem ganhando espaço e importância desde a II Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento Humano, realizada em 1992, no Rio de Janeiro. Visando a redução dos impactos ambientais, a arquitetura voltou-se para a reutilização de materiais descartados.

Os containers tem vida útil de aproximadamente 20 anos, dependendo da carga que transportam e das condições climáticas a que são submetidos, após esse período são descartados e abandonados, gerando lixo nas cidades portuárias.

Imagem 01: Containers em um navio. Fonte

Seu uso na construção civil como elemento arquitetônico foi incorporada primeiramente na Holanda, Inglaterra e Japão, inicialmente como hotéis, escritórios e habitações estudantis, sendo depois adaptada às residências unifamiliares. Os containers atendem a demanda de novas práticas construtivas e tem potencial como estrutura modular, pois é um material superdimensionado, já que é feito para suportar 25 toneladas e pode ser empilhado em até 8 unidades em cima de um navio.

Imagem 02: Residência utilizando containers. Fonte

Para ser utilizado na arquitetura, é indispensável que o container passe por um processo de tratamento e recuperação, como limpeza, funilaria, serralheria, pintura, revestimentos e acabamentos, além do isolamento térmico e acústico e da proteção antichamas.

Imagem 03: Loja da Coca-cola que utiliza Container reciclado em Porto Alegre. Fonte

Além de ser sustentável pelo próprio reuso do material, o aproveitamento representa um descarte a menos na natureza. Mas para isso ser válido, medidas socioeconômicas devem ser adotadas, pois não adianta fazer um projeto que dependa muito de ar condicionado e assim de energia elétrica, não será sustentável só porque reutiliza os containers.

Imagem 04: Piscina feita de containers. Fonte

A sustentabilidade não é a única vantagem do reuso dos containers, há também a redução dos custos. Na instalação não requer serviços de fundação e terraplanagem. Por se tratar de uma estrutura modular, possui maior velocidade na execução do projeto, além de simplificar ampliações à planta original sem necessitar de grandes reformas e permite que o container seja desmontado e transportado para outro local.

Imagem 05: Conjunto Habitacional usando containers. Fonte

Um exemplo de projeto bem sucedido é a Container City I e II na Inglaterra, no Trinity Buoy Wharf, na região portuária de Docklands, área muito industrializada de Londres.

Concebida pela Urban Space Management Ltda., a Container City é um conglomerado de containers de vários formatos, encaixados, criando uma construção modular versátil, que oferece acomodações para diferentes utilizações.

Imagem 06: Container City I. Fonte.

Teve sua construção finalizada em maio de 2001, 5 meses após o início. Com um total de 20 containers, sendo 15 para uso residencial. Foi mantida a estética de um container de carga, assim leva em sua arquitetura essa herança marítima.

Com o sucesso da primeira, já foi construído a Container City II, dois anos depois, com mais conjuntos habitacionais.

Imagem 07: Container City II. Fonte

A Container City representa uma habitação industrial moderna, exemplificando uma habitação acessível de design moderno e que ao mesmo tempo é capaz de satisfazer as necessidades da sociedade, uma solução para os problemas sociais e ecológicos.

Outros exemplos de projetos estão espalhados pelo mundo, confira muito mais no nosso Pinterest.

FOLLOW US
  • Instagram Social Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Facebook Icon
 TAGS
DESTAQUES
ARQUIVOS
Studio Mira
  • Instagram - cinza Círculo
  • Pinterest - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

Jundiaí - SP

studiomira.arq@gmail.com 

11 - 95080 2942

© 2017 Studio Mira Arquitetura e Design